Conheça o Jogador: TMattei – Coach da BGH

Todo time campeão tem um técnico extraordinário por trás, hoje conheceremos a história de Jhonathan “TMattei” Mattei, coach da BGH.

Mas o que é um coach e o que ele faz?

Se você é acostumado com outros esportes que não sejam eletrônicos, talvez você deva ouvir com frequência a palavra “Técnico”.

Técnico não é uma palavra tão frequente no meio dos e-sports, usamos normalmente o termo Coach para denominar a pessoa responsável pelo treinamento e orientação de uma equipe.

Campeã brasileira de 2017 e campeã da primeira edição da Overwatch Contenders Sul-Americana 2018, derrubando na final a Isurus Gaming equipe argentina e até então favorita do campeonato, a BGH carrega ainda vários outros grandes títulos em seu currículo e apesar de normalmente não estar jogando junto com os pró-players durante as partidas, TMattei estava lá orientando, montando estratégias e levando seu time a vitória.

Afinal, o que seria de um time poderoso como a BGH, se ele não tivesse um coach incrível orientando e organizando estratégias e jogadas, enquanto os jogadores podem se ocupar apenas em ter um bom desempenho?

De Pato Branco para a Contenders Sul-Americana

Nascido em 26/05/1996, Jhonathan é natural de Pato Branco - PR, mas se mudou para Santa Catarina aos 2 anos de idade.

Atualmente faz cursinho de inglês, além de obviamente trabalhar como Coach para a Brasil Gaming House. Nas horas vagas o passatempo continua na frente do PC, TMattei alterna entre jogar com os amigos e assistir algumas streams.

O primeiro jogo do qual ele se é recorda de ter jogado quando criança é o RuneScape, jogo de MMORPG produzido pela empresa Jagex em 1998 e que tem mais de 250 milhões e contas criadas, mas claro que essa foi apenas a porta de entrada para o que seria sua futura profissão.

Na época ele jogava com com seu irmão e mais dois amigos. Sempre buscando ser o melhor no que jogava, acabou conhecendo o StarCraft 2 e assim encontrou o início do rumo para sua futura carreira.

tmattei-copa-jhonathan-cojanooverwatch-tmatteibgh-tmattei-coach-bgh-

A trilha

Apesar de ter apenas 21 anos, TMattei já trilhou um caminho extenso até aqui.

Quando era mais novo chegou a jogar StarCraft 2 profissionalmente pela TryAgain. Nessa época o caminho ainda não estava certo, mas já estava tomando seu rumo.

Após decidir realmente se profissionalizar, começou a pagar o preço da sua decisão.

Inicialmente TMattei não teve total apoio da sua família. Por ficar treinando até tarde todos os dias, acabava dormindo no colégio (quem nunca?) consequentemente acabava ganhando muito sermão e ele ainda conta que seus pais o colocaram muito de castigo.

Assim como muitos jogadores que acompanham o cenário de jogos da Blizzard, TMattei conheceu Overwatch quando foi anunciado na BlizzCon de 2014, desde então ficou aguardando seu lançamento em Maio de 2016 e começou a jogar desde a beta.

Não demorou muito para TMattei encontrar seu caminho profissional no Overwatch.

No início de 2017 ele já estava competindo pela Cube no Old Spice Tounament, campeonato realizado pelo IGN Brasil. Na Cube TMattei conheceu o jogador Stylo, acabaram ficando amigos e mesmo após o final do campeonato e o disband da Cube, os dois levaram a amizade adiante.

Quando saiu da Cube TMattei foi pra Dogma, lá ele conheceu os jogadores Matheus e Zugor e após tomar a decisão de também sair da Dogma, montou uma nova line up com eles e mais alguns jogadores, incluindo o Stylo  que era do time anterior. Esse era o nascimento da Morre Aqui, que mais tarde virou a Uprising.

Participaram do Logitech Challenge de 2017 do qual ficaram em 3º lugar e foram campeões do R4 Tournament. No final TMattei acabou deixando o time por que ele seguiu um percurso diferente do que ele gostaria e esse foi um dos motivos que o convenceram a trocar de time novamente.

Enquanto ainda era Coach da Uprising, Neil e Alemão (jogadores da BGH) entraram em contato com ele, convidando para ser coach do time. Aqui começava uma nova fase, cheia de novas conquistas e vitórias para TMattei.

tmattei-copa-jhonathan-cojanooverwatch-tmatteibgh-tmattei-coach-bgh-uprising-

A entrada de TMattei na BGH

Foi durante o campeonato brasileiro de Overwatch de 2017 que TMattei entrou para a BGH.

A passagem pelos times anteriores com certeza acrescentou muito para sua experiência. Óbvio que a BGH tem jogadores incríveis, mas claro que ter um bom coach faz muita diferença.

CnO: Como você definiria sua estadia na BGH, de quando você entrou até hoje?

TMattei: Sem dúvidas excelente, time mais dedicado que estive até hoje. Todos com o mesmo foco e grandes objetivos.

tmattei-copa-jhonathan-cojanooverwatch-tmatteibgh-tmattei-coach-bgh-camp-brasileeiro

Desde que entrou na BGH as conquistas e vitórias junto com o time só aumentam.

  • Hammer Down Season 1 - 2º Lugar.
  • Hammer Down Season 2 - 2º Lugar.
  • SA OW Circuit Season 3 - 1º Lugar.
  • Overwatch Campeonato Brasileiro Season 1 - 1º Lugar
  • Open Division Season 1 - 3º lugar
  • Overwatch Contenders Season 1 (Sul-Americana) - 1º Lugar

A rotina é puxada, treinos das 20:00 às 00:00 de segunda a sexta-feira e quando dá um tempinho ainda faz análise de partidas por volta das 18:00.

CnO: Teve algum campeonato que você ficou mais nervoso ou com medo pelo time?

TMattei: Todo jogo eu fico nervoso da mesma forma, mas os jogos que perdemos eu sinto que maior parte da culpa é minha. Tirando os games onde alguém tem problema de luz/internet, claro! kkkkk

TMattei diz que se sente um pouco culpado quando algum dos jogadores acaba tendo seu desempenho comprometido por causa de algum problema pessoal, isso por que é algo que realmente foge da alçada dele resolver.

Ele ainda comenta que quando percebe algo do tipo acontecendo, procura conversar com os jogadores durante os intervalos das partidas para tentar controlar, ver o que pode ser feito e lembrar eles do que foi feito durante os treinos.

CnO: Existe alguma parte do seu trabalho na BGH que você goste mais?

TMattei: Acho que eu gosto do meu trabalho por completo, não sei se tem alguma parte que goste mais.

O pensador e filósofo chinês Confucio já dizia: Escolha um trabalho que você ame e não terá de trabalhar um dia de sua vida.

CnO: Um ponto positivo e um negativo em ser coach?

TMattei: Um ponto positivo é trabalhar com estratégia e ver as suas estratégias funcionando, para quem gosta assim como eu é muito prazeroso.

O ponto negativo é que quando tem muitas vod's para analisar ou está em uma época de muitos treinos é bem cansativo.

Copa Mundial de Overwatch 2018

Se é que você ainda não sabe, todos os anos a Blizzard tem feito um campeonato mundial de Overwatch. Neste campeonato diversos países se enfrentam pelo título de "Melhor do mundo".

Por Overwatch ser um jogo recente, obviamente os campeonatos do jogo também são recentes e desde que foram criados, eles vem sofrendo uma série de mudanças ano após ano.

A primeira copa mundial realizada em 2016 foi tratada como um "showmatch",foram enviados para representar o Brasil BRKsEDU, Nextage, Soulive, Insanityz, Kyo e Flawz.

Destes nem todos eram jogadores profissionais ou conheciam bem o cenário de Overwatch, então o resultado já estava "meio que pré-definido" desde quando eles foram escolhidos.

O Brasil definitivamente não tinha chances, vários países mandaram times com jogadores profissionais, realmente focados em mostrar o potencial do cenário de Overwatch de seu país, mas para variar o Brasil tratou a coisa toda como uma grande brincadeira e não escolheu muito bem o seu time.

Na copa de 2017 algumas regras foram alteradas, a comunidade pode escolher um comitê através de votação popular aberta pela internet e este comitê foi quem escolheu os jogadores que participariam da seleção.

O comitê composto por Pokis (Youtuber e streamer), Babal1 (na época coach da BGH) e Cooruja (Youtuber e streamer), escolheu o time completo da BGH para representar o Brasil na copa.

Já comentamos no "Conheça o Jogador" do Alemão e do Dudu sobre a escolha do time e quais eram as expectativas do jogadores, além da dura realidade que encontraram quando chegaram lá pra competir.

Se você ainda não conferiu essas matérias, super indico que você confira antes de tirar suas conclusões sobre tudo o que aconteceu e a possível escolha dos jogadores para este ano.

Já para 2018 diversas regras foram alteradas. Além dos países sede que já estão pré-definidos, diferentemente dos anos anteriores.

Agora o comitê tem regras muito mais rígidas de escolha e será composto por 3 cargos diferentes.

Um GM (General Manager) que será escolhido pela Blizzard, a empresa ainda diz que aceitará inscrições para este cargo, porém vão vasculhar todos os cantos de cada país atrás de pessoas qualificadas para a posição.

Para técnico (coach) teremos duas fases de votação. A 1ª diz que todos os jogadores com contas em atividade regular podem se candidatar a vaga, recebendo posteriormente uma URL personalizada para compartilhar e fazer sua campanha de votação.

Na 2ª fase, os 3 candidatos mais votados serão revelados e novamente colocados para votação, os 150 jogadores com os melhores (Sr's) do país é que estarão aptos para esta votação e cada um só poderá votar uma vez.

E o líder da comunidade que segue o mesmo processo de votação do técnico, mas para este cargo qualquer jogador poderá votar.

Na 2ª fase, os 10 mais votados serão revelados e novamente colocados para votação aberta.

Obviamente existe um motivo para eu estar te explicando tudo isso.

TMattei está concorrendo a vaga de Coach da Seleção Brasileira de Overwatch e é claro que você vai ajudar ele nessa jornada né?

Preciso te lembrar que ele é Coach do time campeão brasileiro de Overwatch de 2017 e mais recentemente campeão da Overwatch Contenders?

Preciso te dizer que a Overwatch Contenders é um campeonato é Sul-Americano? Sim queridos! Eles não são só os melhores do país, como são os melhores da América do Sul!

Preciso te dizer que no início desse campeonato o time favorito para ganhar era a Isurus (time argentino) e na final do campeonato a BGH deu um show, mostrando que precisa muito mais do que "ser favorito" pra ganhar um campeonato deste nível?

Bom, eu acho que nem precisava te lembrar de tudo isso, mas quero ver você arrumar um coach melhor que TMattei para orientar e ajudar a seleção brasileira de Overwatch na copa!

Para apoiar o TMattei nesta jornada é bem simples!

Acesse o link de votação aqui, leia essa descrição. Veja bem, são três linhas e em duas delas está escrito "Campeão". Olha só, olha lá, olha só esses raios de luz!

tmattei-copa-jhonathan-cojanooverwatch-tmatteibgh-tmattei-coach-bgh-votacao-copa-mundial-overwatch

Clique em "Eu li e concordo com os Termos e Condições" (Pode clicar tranquilo, que não é nenhum contrato pra vender sua alma, nem tão pouco seus órgãos.)

Em seguida clique em "APOIAR".

Eeee SHAZAM!

 

Fácil né?! Você prefere garantir que o melhor coach vá ajudar a seleção ou prefere continuar apenas reclamando de tudo aí?

Corre lá agora e vota nele então!

Ah! E como se já não bastasse ser um excelente coach, quando perguntam sobre ele, ele responde coisas sobre o time!

CnO: Existe algo sobre você que gostaria que as pessoas soubessem? Você pode contar o que quiser.

TMattei: Neil, Honorato, Dudu, Liko, Dehzinho e Alemão são todos GOD!

Gostou deste post e quer ver mais por aqui!?

Então não esqueça de compartilhar com os amigos e para conferir a história de todos os jogadores da BGH é só ficar ligado aqui no Coja no Overwatch!