Moira é uma Personagem Transexual em Overwatch?

Moira acaba de entrar em uma polêmica especulatória de ser a primeira personagem transexual em Overwatch.

Depois de ser anunciada como a próxima personagem a entrar no jogo durante a BlizzCon deste ano.

Vários usuários estão criando postagens no fórum oficial de Overwatch.

Eles fazem um questionamento em relação a aparência da personagem.

Alguns deles com um tom talvez meio sarcástico e mais bem humorado como o do usuário MrFrindly.

Ele postou o link de um vídeo no You Tube perguntando se seria a Moira a pessoa que aparece no vídeo.

Personagem Transexual em Overwatch

post-forum-personagem-transexual-overwatch-moira

Este vídeo na verdade é um trecho do filme The Rock Horror Picture Show, de 1975.

Nele, o ator Tim Curry interpreta a música Sweet Transvestite.

Ele está vestido divinamente em um “collantzinho” e um salto alto imenso digno daquelas Drags Bafônicas e Purpurinadas!

A música tem uma letra bem engraçada onde o personagem diz ser apenas um doce Travesti da Transexual Transilvânia.

Convenhamos que isso é praticamente um trava línguas!

Outros já nem tão bem humorados assim, trazem um tom mais ético da coisa para a discussão, como é o caso do usuário Atsuneko.

personagem-transexual-overwatch-blizzard-forum-oficial

Em seu post ele levanta a questão da Blizzard ter criado uma história realmente interessante para a personagem e a comunidade não ter dado a devida importância pra isso.

Ainda diz que a Blizzard fez o anúncio de que criou um novo personagem interessante e que basicamente representa a sede de descobertas científicas mesmo que seja sem ética.

E explica que a história de Moira é sobre uma cientista louca que está disposta a extremos que a maioria não está para realizar suas descobertas.

Mas no final a comunidade nos fóruns apenas diz:

Quem liga, se ela é Trans!

O fato é que mesmo que seja, esta seria a primeira personagem transexual em Overwatch.

Mas não seria nos games!

Personagens Transexuais nos Jogos

Destiny

Em Destiny, Oryx é o líder dos decaídos.

oryx-destiny-transexual-personagem-transexual-em-overwatch

Através do site do jogo procurando em alguns documentos chamados de “Livros do Desalentos” podemos ler toda a sua história até que chegasse ao posto de líder.

E olha que a história surpreende bastante!

Oryx na verdade se chamava Aurash e era uma princesa de um povo antigo.

Com a traição de um servo de confiança, o assassinato de seu pai e todo o seu reino a beira de ser devastado.

Aurash não viu outra alternativa além de pedir ajuda aos Deuses Vermes, que fizeram sua proposta para ajudar.

Afinal nada é de graça.

Ela poderia se aliar a eles e deixar que eles governassem seu povo, alimentando-os através de violência e destruição ou então todo o seu povo seria destruído.

Isto é, eles fariam o povo dela se tornar a raça mais forte e assim dominante e em troca ela seria apenas uma aliada, deixando assim seu posto de princesa.

Ela aceitou a proposta acreditando que o povo conseguiria escapar dos Deuses.

Mas as coisas não saíram como ela planejou e o povo foi dominado.

Ao ser transformada pelos Deuses Vermes, ela decidiu se tornar um homem, passando a se chamar Oryx.

Dragon Age Inquisition

Já em Dragon Age Inquisition temos Krem.

krem-dragon-age-inquisition-personagem-transexual-em-overwatch

Krem nasceu como menina, mas desde muito pequena já sabia que não era igual as outras.

Devido a extrema pobreza em que viviam, o pai de Krem teve que se vender como escravo para salvar a família.

Krem acabou se juntou ao exército para conseguir algum dinheiro e sobreviver.

Como o papel desenvolvido pelas mulheres no exército era bem restrito e pagava muito menos.

Krem decidiu esconder que era uma mulher e subornou o curandeiro que realizava os exames físicos dos soldados.

Conseguindo assim entrar no exército como homem.

Tudo estava indo bem, até que o curandeiro teve que ser substituído e Krem logo foi descoberto pelo substituto.

Mentira tem perna curta né? rs

Krem teve que fugir do exército.

Tempos depois em uma taverna foi atacado por um desertor, mas foi defendido por um Qunari que estava no local e este posteriormente cedeu um espaço para que ela pudesse se juntar ao grupo.

Os Qunaris são meritocratas que fazem nos jogos o que muita gente na vida real deveria fazer.

Eles não se importam com o sexo da pessoa, contanto que ela desempenhe bem a função para a qual foi designada.

Por diversas vezes durante a história do jogo, Krem provou ser muito capaz de lutar e até ficar no posto de comandante quando foi necessário.

Street Figther – Final Figth

Falando sobre uma época em que ser transgênero era ainda mais polêmico do que alguns querem que seja hoje em dia.

Temos a personagem Poison de Street Figther – Final Figth de 1989.

poison-street-figther-personagem-transexual-em-overwatch

Poison foi abandonada e viveu toda sua vida em um orfanato, devido a violência por parte dos garotos no local ela aprendeu a lutar.

Lá mesmo conheceu sua aliada Roxy e ambas se envolveram em atividades criminais da gangue Mad Gear.

Em uma missão dada pelo líder da gangue, Poison e sua amiga são derrotadas e a gangue iniciou um processo de reestruturação.

Por decisão própria ela decide não fazer parte dos novos planos.

Quando a gangue finalmente é dissolvida, Poison reencontra seu antigo companheiro de crimes Hugo Andore e acaba se tornando sua empresária lançando-o na Federação de Luta Livre.

Em Street Figther – Final Figth Revenge, Poison se apaixona por Cody e o romance é apresentado no jogo.

Achei bafonico!

Moira é uma Personagem Transexual em Overwatch?

Antes de nós chegarmos a uma conclusão se realmente ela é ou não uma personagem transexual em Overwatch, eu gostaria de te fazer uma pergunta.

A personagem ser ou não transexual faz algum tipo de alteração nas partidas do jogo?

Meses atrás quando a Blizzard declarou oficialmente que a personagem Tracer é homossexual a comunidade entrou praticamente em choque!

Mas por que?

O que mudou no jogo o fato da personagem homossexual?

É isso mesmo, não mudou NADA!

tracer-gay-homossexual-personagem-transexual-em-overwatch

Tracer ainda é uma das personagens mais utilizadas durante as partidas.

Saebyeolbe, jogador ofensivo da Coréia do Sul, bicampeã da Copa Mundial de Overwatch.

Realiza pick de Tracer em praticamente 90% das partidas e “shazam” a personagem ser homossexual não muda as habilidades dele!

A única coisa que realmente deveria mudar e muito quando uma empresa do porte da Blizzard dá a cara a tapa e insere personagens gays, trans ou de qualquer outro gênero dentro de jogo é a mentalidade das pessoas.

É sério mesmo que vários profissionais de desenvolvimento do jogo passaram meses criando personagens com histórias incríveis, diferenciais, potenciais e muito mais, para quando chegar no jogo a comunidade resumir o personagem a sua genitália?

E se você á uma dessas pessoas que falam:

Eu não tenho nada contra, mas acho que não precisa de uma personagem transexual em Overwatch, afinal crianças jogam.

Bom, eu tenho um filho de 7 anos, ele joga Overwatch e não se importa com a história, mas se ele me perguntasse e eu tivesse que explicar para ele o fato de ter um personagem transexual em Overwatch.

Ficaria muito feliz em dizer que uma empresa de jogos se importa em representar pessoas que a sociedade finge não existir.

Ficaria feliz em dizer que uma personagem gay é uma incrível piloto de caça e que se ele quiser, um dia pode ser um também!

Ainda assim como a Moira, ele pode estudar e se tornar um geneticista com a possibilidade de fazer descobertas inimagináveis sobre a ciência.

Ficaria mais feliz ainda em dizer que temos um jogo que pode ou não influenciar as pessoas, que sejam adultos ou crianças, homens ou mulheres e uma das mensagens principais que tirei dele e faço questão de passar para o meu filho é:

Coexista.

No jogo, humanos e máquinas, homens e mulheres, jovens e velhos, héteros e gays coexistem em um mundo pós guerra.

Onde a sexualidade deles não tem a menor relevância.

Onde cada um apenas cumpre o seu papel que é de ajudar a humanidade a se reerguer e voltar a conviver com paz.

Ao invés de se preocupar em “esconder” as pessoas em buracos da sociedade e simplesmente fingir que elas não existem para nunca termos que dar algum tipo de explicação para os nossos filhos, por que não dizer a eles que são apenas pessoas como eu e você?

Você ainda poderá dizer que a Tracer é só uma piloto e a Moira é só uma geneticista e que a sexualidade delas não muda as profissionais incríveis que elas são.

Ao invés de nós, membros da comunidade de um jogo que tanto amamos criarmos uma polêmica desnecessária em relação a um detalhe que não faz a menor diferença na jogabilidade.

Não seria melhor e mais produtivo para o nosso UP aprendermos a utilizar a nova personagem in game e ficarmos contentes por que finalmente mais partes da lore do jogo estão sendo reveladas?

Afinal a sexualidade de um personagem ou de um ser humano não deveria ser mais relevante quanto a sua importância como indivíduo, não é mesmo?

Oficialmente nada relacionado a Moira ser uma personagem transexual em Overwatch foi divulgado pela Blizzard.

Até o momento, mas honestamente?

Eu tô torcendo muito pra ela ser mesmo!

Para saber tudo sobre Overwatch, é só ficar ligado aqui no Coja no Overwatch

Ite kimasu!